quinta-feira, 20 de janeiro de 2022

Verão exige mais cuidados em procedimentos estéticos

 

No verão, devido as altas temperaturas, muitos cuidados devem ser redobrados. Como é o caso da depilação. Durante o procedimento com cera, a camada superficial da pele é retirada, deixando-a mais sensível, por isso, é necessário esperar pelo menos 48 horas para se expor ao sol.

A depiladora do Expert Beauty Hair, Silmara Fátima Calixto, dá dicas fundamentais. “Não é recomendado o uso de bronzeadores, hidratantes, óleos ou cremes que tenham álcool na sua composição após a depilação. É necessário esperar pelo menos 48 horas. Deve-se incluir no dia a dia a prática da esfoliação corporal, principalmente, nas regiões depiladas, mas suspender três dias antes da depilação e também dez dias depois. A água com cloro também pode causar alergia após a depilação, então é necessário esperar pelo menos 24 horas”.

A extensão de cílios também é um procedimento muito indicado no verão, momento que buscamos praticidade, seja para o dia a dia ou para a praia e/ou piscina. Porém, é necessário ter muito cuidado nos dois primeiros dias, para que a extensão dure e seus cílios continuem saudáveis. “Não se deve mergulhar ou nadar nas primeiras 48 horas após a aplicação dos cílios e respeitar esse intervalo de 24 horas sem molhar no banho ou pegar umidade. Estes são cuidados essenciais com as extensões de cílios, porque é o período necessário para a cola secar completamente. Uma dica para evitar que os cílios fiquem grudentos, é lembrar que quando sair da água do mar e da piscina, deve-se lavar o mesmo com água potável. Após esse período, use e abuse da sua extensão de cílios e realce ainda mais a sua beleza”, pontua a lash designer e maquiadora do Expert, Ingrid Vendramin.

Outra ótima dica para quem vai viajar e quer estar com as unhas sempre lindas e bem-feitas, é a esmaltação em gel. “A esmaltação em gel tem a durabilidade de duas a três semanas, auxiliando muito quem quer aproveitar bem a praia e o verão sem ter que se preocupar com a manutenção das unhas. A esmaltação em gel também pode ser aplicada nas unhas dos pés e duram até 30 dias em perfeitas condições. Lembrando que mesmo estando na praia, seu esmalte ficará intacto. Mesmo usando protetor solar, suas unhas tanto da mão como do pé, também continuarão intactas”, explica a manicure do Expert Beauty Hair, Fernanda Carla.

Outros cuidados importantes são:
1. Usar um produto com proteção UV para os cabelos;
2. Usar filtro solar diariamente;
3. Tratar os cabelos com uma máscara hidratante;
4. Beber muita água.

Domínio Solar evita que quase 4 mil toneladas de CO2 sejam emitidos na atmosfera


Mais do que uma tendência, a ESG já é uma realidade em diversas empresas do Brasil e a procura por energia limpa passou a ser motivada pela conscientização ambiental e não apenas pela economia financeira. Esta preocupação pode ser evidenciada no marco de 3838 toneladas de CO2 que os clientes da Domínio Solar (empresa integradora de soluções em energia) deixaram de emitir na atmosfera nestes seis anos de atuação. O número corresponde ao resultado de mais de 100 empresas e residências e equivale ao plantio de 16 mil árvores.

Segundo o CEO da Domínio Solar, César Augusto, a sustentabilidade virou um requisito na hora das pessoas escolherem um produto ou serviço. “O brasileiro está cada vez mais consciente da importância de preservar o meio ambiente, principalmente as novas gerações, como os Millennials e a Geração Z”, afirma.

O fato é que o impacto socioambiental passou a estar na lista de prioridades do consumidor, o que virou um grande motivador para as empresas investirem em energia limpa. A Domínio Solar, por exemplo, registrou um crescimento de 400% no número de clientes em 2021. Os financiamentos bancários também estão sendo grandes atrativos para as empresas se adequarem à esta tendência.

O CEO acrescenta que um dado que chama a atenção é que os clientes da Domínio Solar em 2021 foram, na maior parte, pequenas e médias empresas. “Isso mostra que o ESG está cada vez mais consolidado no país e que não é uma prática exclusiva dos grandes players do mercado”, destaca.

A Domínio Solar é responsável por todos os projetos de engenharia, assessoria na escolha das áreas e dos equipamentos, além do desenvolvimento do local de implantação, instalação, homologação nas concessionárias de energia e pós-vendas (monitoramento, limpeza e manutenção).

Projeto defende Educação para igualdade de gênero nas escolas públicas

Créditos: Envato

Em dezenas de ações, o Supremo Tribunal Federal (STF) já considerou inconstitucionais projetos de lei que visam proibir a Educação para a igualdade de gênero no Brasil. Discutir o tema nas escolas públicas é um direito dos estudantes. No Paraná, um projeto acadêmico traz canais de informações e denúncias, além de atendimento jurídico gratuito.

O trabalho é desenvolvido em um projeto de extensão da Universidade Positivo (UP), voltado ao acesso à Justiça. A parceria entre estudantes dos cursos de Direito e de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, a União Paranaense de Estudantes Secundaristas (UPES) e o Observatório das Escolas Militarizadas discute a “Litigância estratégica por uma Educação para a igualdade de gênero em escolas públicas do Paraná”.

A ideia é desmobilizar ataques à Educação comprometida com a igualdade de gênero e criar iniciativas para fomentar essa Educação, erroneamente chamada de “ideologia de gênero”. O projeto surgiu após a atuação da advogada Ligia Ziggiotti – doutora em Direitos Humanos e Democracia e mestre em Direito das Relações Sociais – em casos relacionados à liberdade de ensinar sobre o assunto em salas de aula. As demandas do movimento estudantil por igualdade de gênero em escolas incentivam o desenvolvimento de trabalhos científicos a respeito.

“Os estudantes de Direito fizeram pesquisas sobre legislação e jurisprudência aplicáveis ao tema. Após, houve a escuta da presidente da União Paranaense de Estudantes Secundaristas (UPES), Taís Carvalho, que nos repassou as principais demandas do movimento estudantil. Com os relatos, os estudantes de Sistemas de Informação criaram um folder digital, no site da UPES, com informações sobre o direito de aprender sobre gênero em instituições de ensino”, explica a advogada e coordenadora do projeto.

Ligia observa que a reprodução contínua da narrativa de que há uma “ideologia de gênero” em curso nas escolas brasileiras produz efeitos de retrocesso que transcendem as iniciativas legislativas. “Assim como a desestabilização das dinâmicas pedagógicas emancipatórias e a autoinibição de educadores, que preferem não explorar temáticas progressistas em salas de aula para evitarem medidas punitivas por parte de pais e de empregadores.”

Segundo a pesquisadora, a recente legislação que implementa a militarização de aproximadamente 200 escolas paranaenses “tem o potencial de acionar mencionada lógica de redução dos debates de igualdade de gênero em referidos espaços”.

O erro da “Escola Sem Partido”
Estudos mostram que o discurso político errôneo sobre o tema em salas de aula – chamado de Escola Sem Partido – foi intensificado em 2014, com a estruturação do Plano Nacional de Educação (PNE). Ele previa o debate de assuntos relacionados a gênero e sexualidade, mas com o objetivo de erradicar a discriminação.

A iniciativa, no entanto, foi distorcida por alguns parlamentares, que viram no PNE uma afronta ao modelo tradicional de família. “Com isso, várias legislações estaduais e municipais visam à proibição do debate em salas de aula, violando os direitos de igualdade, de liberdade de expressão, de cátedra, e de proteção a todos os modos de opressão da infância e da juventude”, destaca Ligia.

Denúncias
O próximo passo do projeto será desenvolver ferramentas para que estudantes possam denunciar abusos de violação dos direitos pela Educação para igualdade de gênero. “Em conversas com representantes da UPES, percebemos que um dos fatores que perpetua a violência de gênero nas escolas é a ausência de canais em que os estudantes possam relatar suas vivências”, revela Lygia Copi, doutora em Direito das Relações Sociais e uma das coordenadoras do projeto na Universidade Positivo.

“A ideia é que no próximo semestre seja inserido no folder digital um canal de denúncias. Por meio dele, estudantes que tenham vivenciado situações de violência de gênero - como homofobia, transfobia e assédio sexual - poderão contar com apoio jurídico especializado e gratuito”, conclui a docente.



quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Opção de colônia de férias em Curitiba

 

Uma das atividades é fazer receitas
Créditos: Diogo Saavedra

A programação da colônia de férias “Férias na UP” foi estendida até 4 de fevereiro. O programa, que tinha duração inicial de cinco semanas, acaba de abrir a sexta semana, a pedido dos pais e das crianças. Promovida pelo UPX Sports, complexo esportivo localizado dentro do campus Ecoville da Universidade Positivo (UP), em parceria com os cursos de Educação Física e Psicologia da universidade, a colônia proporciona às crianças de 5 a 12 anos contato com a natureza, socialização, descobertas, esportes e alimentação saudável.

Até agora, mais de 100 crianças passaram pela colônia de férias. As turmas são divididas por idade: 5 e 6 anos; 7 e 8 anos; 9 e 10 anos; 11 e 12 anos. O programa semanal teve início em dezembro de 2021 e traz atividades como gincanas, piquenique, pintura, natação, teatro, leitura e artesanato. Toda a programação é realizada no campus Ecoville da UP, que conta com piscina coberta aquecida, brinquedoteca, biblioteca, complexo esportivo, lanchonetes, teatro, ambulatório e mais de 100 mil m2 de área verde.

Os pacotes custam a partir de R$ 555,00 e as inscrições podem ser feitas na página feriasnaup.com.br. As vagas são limitadas e algumas semanas já estão esgotadas.

SERVIÇO
O quê? Férias na UP
Quando? De 10 de janeiro a 04 de fevereiro de 2022
Onde? Universidade Positivo - campus Ecoville (R. Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, 5.300)
Informações e inscrições: feriasnaup.com.br

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

Universidade Positivo realiza vestibular no próximo domingo (23)


Quem deixou para fazer o vestibular somente no início do ano, ainda tem a oportunidade de começar a fazer o Ensino Superior no primeiro semestre. As inscrições para o vestibular da Universidade Positivo (UP) são gratuitas e podem ser feitas até quinta-feira (20). Os candidatos podem optar entre cinco formas de ingresso: prova tradicional, prova on-line, prova agendada, por meio das notas do Enem e via Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (ENCCEJA). As vagas estão disponíveis para os cursos de graduação nas unidades de Curitiba e Londrina. As novidades são os cursos de Cinema e Engenharia Química, oferecidos na capital.

A prova tradicional acontece no domingo (23), às 10 horas. Já na prova on-line, disponível o dia todo, o candidato pode escolher o horário para responder às questões e o resultado sai em 24 horas. Para o ingresso via Enem, são consideradas as notas a partir do ano de 2010. Na prova agendada, o resultado é imediato, e no ENCCEJA, é disponibilizado após a entrega da nota. Os candidatos também podem concorrer a bolsas de estudos, com descontos que podem chegar a 100% - para os ingressos via prova tradicional e nota do Enem - e 50% para as demais modalidades. Mais informações e inscrições no site.

Curso em destaque
O curso de Engenharia Elétrica foi considerado o melhor entre as instituições privadas no Paraná pelo Guia da Faculdade, a maior pesquisa de opinião sobre o Ensino Superior brasileiro. A última edição, divulgada em 2021, avaliou mais de 16 mil cursos de graduação em todo o país. A área está em pleno crescimento, já que, com a revolução tecnológica e a busca por fontes mais renováveis como tendência, a mobilidade elétrica ganha destaque. O engenheiro eletricista pode atuar em montadoras e nos mais diversos segmentos da indústria, como geração, transmissão e distribuição de energia. Além disso, também pode contribuir no desenvolvimento de projetos de instalações elétricas de baixa e alta tensão, sistemas de proteção, telecomunicações, sistemas de energia e também na criação de equipamentos eletrônicos para diversas áreas, entre elas, automação, robótica e engenharia biomédica.

Serviço
Vestibular 2022 Universidade Positivo
Prova tradicional, agendada, on-line, e ingresso via Enem e ENCCEJA
Bolsas: até 100%
Inscrições: gratuitas
Mais informações: www.up.edu.br/