sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Leprevost cobra do Governo Federal aumento nos valores pagos pelo SUS as Santas Casas











O deputado Ney Leprevost, presidente da Frente Estadual da Saúde e Cidadania, cobra do Governo Federal aumento nos valores pagos pelo SUS aos serviços prestados pelas Santas Casas e hospitais filantrópicos em todo o Estado.

A denúncia feita pelo presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Paraná (Femipa), Luiz Soares Koury, diz que, em média, para cada 100 reais empregados em um serviço, os hospitais recebem apenas R$ 65. “Há uma diferença grande entre o pagamento e o custo do serviço”, revelou.

“O governo Federal precisa buscar uma equação para equilibrar este déficit. Por mais que o Ministério diga que aumentou o valor dos repasses, a defasagem ainda continua”, afirmou Leprevost.

Somente no Paraná são mais de 50 instituições hospitalares que prestam atendimento aos pacientes do SUS, e respondem por mais de 60% de todos os atendimentos de alta complexidade.

“O crescimento das dívidas aumenta o risco de serviços serem interrompidos e leitos serem fechados. Esta situação compromete o atendimento e pode levar a morte dos usuários. Com a saúde não se brinca!”, disse Leprevost.

Leprevost é autor do projeto de lei propondo a proibição da cobrança do Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual, Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) nas contas de serviços públicos estaduais das instituições hospitalares filantrópicas e Santas Casas de Misericórdia, estabelecidas no Estado do Paraná, que atendam aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário